Voltar para Posts

 

Gratidão, quem sabe seja esta a palavra que há tempos procuro para tentar definir o que é ser e fazer parte do LEO Clube. Inúmeras vezes pensei em como nomear o sentimento de participar deste movimento, mas as respostas pareciam não serem completas. Solidariedade? Desenvolvimento? Alegria? Todas elas realmente são partes do significado de ser LEO, mas nenhuma outra denominação faz tanto sentido como gratidão.

Quem olha de fora para dentro do trabalho de um LEO Clube, ou quem acompanha externamente as campanhas realizadas, pode até pensar que servimos a comunidade sem nada receber em troca. Bom, não sabem eles que mais do que oferecer, recebemos muito além de volta. É a tal de reciprocidade, a gente oferece e no mesmo momento recebe, e não é pouca coisa não.

Recebemos a paz através do sorriso de uma criança, recebemos amizades que viram irmandade, recebemos a esperança através do brilho dos olhos de outro ser humano, recebemos responsabilidades, ganhamos a chance de enxergar com novas visões a realidade, recebemos amadurecimento e sensibilidade, recebemos a oportunidade de debater e aprender com o outro, desenvolvemos empatia, ganhamos abraços de valor imensurável, adquirimos a chance de errar, aprender, perseverar e reiniciar, recebemos a chance de nos tornar melhores, a oportunidade de descobrimos a nós mesmos, e além de tudo isso, ainda ganhamos um lar que não é feito de concreto, mas de afeto e respeito.

Quem sabe seja esse o segredo, compreender e enxergar a gratidão, e saber que ela é especial e nos transforma, surge nos detalhes, às vezes está naqueles que a gente deixa passar despercebidos. Se permita a encontrar, ela está em tudo, em cada ideia pensada, nas palavras ditas, nas ações promovidas, e até nos silêncios. Posso te dar um conselho? Agradeça! A gente não sabe o que o futuro nos reserva, mas fazer parte de algo como o LEO, onde há tantas trocas, onde se compartilha os sentimentos mais bonitos, reforça a vontade de expressar o quanto grato se é, e aí a gente mostra, e quem olha de fora pode até pensar que valor nenhum recebemos. Ah, se soubessem eles a riqueza que temos!

C.LEO Pricila Welter

LEO Clube Ronda Alta

 

Compartilhar publicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 8 =

Voltar para Posts